sexta-feira, 26 de novembro de 2010

This One - Paul McCartney


A passagem do Beatle mais tietado de todos pelo Brasil parece nem ter acontecido. Mal se encerraram a série de shows - restritos a São Paulo e Porto Alegre - ninguém mais fala do cara. Antes, surgiram fãs do nada, gente tatuando o autógrafo do cantor, muito frenesi e histeria quase beatlemaníaca. Bateu, segundo fontes seguras, os maiores recordes de público até hoje. Da imensa multidão que marcou presença, gostaria muito de saber qual a porcentagem dos que realmente conhecem a carreira do ex-membro da banda mais famosa de todos os tempos e curtiram de verdade. Garanto que muitos sacudiram os celulares ligados para a música Yesterday como se ele não tivesse feito nada melhor... Até John, que apesar de ter jogado na imprensa que tudo que Paul fez (de bom) foi Yesterday, sabia que Paul era um Midas da música pop. Nenhum beatle foi mais pop que ele...

Apesar dos altos e baixos da carreira "solo" de Paul, quase tudo que ele fez foi um tremendo sucesso. Enumerar todos seus hits é tão desnecessário quanto redundante. O que posso dizer dele que não tenha sido dito nem pareça uma tietagem boba? Acho que ninguém nunca reparou que Paul também era bem ligado às coisas espirituais. Não é só a questão do vegetarianismo não! Os valores espirituais, principalmente os pregados pelo Hinduísmo, deixaram uma marca indelével na obra de George, mas tanto John quanto Paul fizeram trabalhos que remetem à espiritualidade. Isso fica bastante explícito num sucesso de 89, do álbum "Flowers in the dirt" e que depois foi o hit do 42º single do artista, intitulado This one

A canção é uma metáfora para o relacionamento do devoto com o Deus (ou Eu Interior): um relacionamento íntimo e aberto. Na filosofia hindu, o homem deve estabelecer um contato com seu Ser - alma - e não permitir que o Ego (consciência de uma existência escrava da matéria e dos desejos) o subjulgue. A única forma possível é abrir o coração (open up your heart) e saber que a alma é seu verdadeiro ser (you were mine - ou seja, o hong só: "Eu sou Ele"). A letra é um alerta ao devoto para não perder a oportunidade de cultivar essa Amizade Divina com seu próprio interior deixando escapar momentos preciosos. Só há um tempo ideal para tal: o agora (there never could be a better moment than this one). A imagem de Deus  (Brahma) montado em um cisne (hans vahana) representa o conhecimento. 

This one parece ter sido feita em parceria com beatle mais espiritualizado. A melodia, inclusive, tem muita semelhança com trabalhos do projeto Traveling Wilburys - um "super" grupo com ninguém menos que George Harrison, Bob Dylan, Roy Orbison e Tom Petty. Foram feitas duas versões videoclípticas para o single. Essa é 2ª versão e mais condizente com a letra e o espírito de sua mensagem. É uma das minhas favoritas do Paul e muito pouco reconhecida pelos fãs... 



domingo, 21 de novembro de 2010

Laços de Família


A coisa mais permanente nesse mundo é a mudança. Tudo está constantemente se renovando, transformando, multiplicando, expandindo - ou sumindo. Por que então paradoxalmente procuramos sempre algo que dure para sempre? "E foram felizes para sempre", ainda que irreal, soa imprescindível a uma história (de amor) feliz. 

Nada dura para sempre. Lembro que, quando criança, fazia coleção de copos de extrato de tomate da Cica. Na época, cada um vinha com um personagem diferente: Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali e até o Jotalhão. Morria de ciúme deles e meu maior medo é que eles se quebrassem. Inevitavelmente, um a um, foram se quebrando. O choro de uma revolta pueril evidentemente era ignorado pelos adultos que entendem "muito bem" o que é a impermanência na vida.

Há, de fato, algo que seja absolutamente indissolúvel? Se até um diamante se parte e mesmo o inofensivo vento pode causar incauculável destruição, existe algo - mesmo que não-material - que seja eterno? Posso estar enganada, mas há apenas uma coisa indissolúvel na existência humana: os laços de família. Existe ex-amigo, ex-vizinho, ex-colega, mas não ex-pai, ex-mãe, ex-irmão, ex-sobrinho, ex-primo e assim sucessivamente. Os laços consanguíneos são indissolúveis e nem mesmo a morte nega o fato de que alguns indivíduos nesse mundo estão intrinsecamente ligados a você quer queira, quer não.

Sempre existe aquele parente pentelho que você evita e, sem dúvida, aquele que você mais adora. Afetos ou desafetos, parentes são partes de você que vieram antes e que se perpertuarão mesmo quando você não estiver mais nesse mundo. Tenho pensando que nos irritamos e nutrimos - sem refletir - mágoas e rancores contra essas partes de nós que não queremos aceitar...

Equivocadas ou benfazejas, nem sempre as ações definem o que uma pessoa significa para você porque uma pessoa é muito mais do que o modo como ela age. Ela é seu sangue, seu gene - um símbolo que possui significância. Acredite ou não, pais magoam seus filhos... Irmãos se odeiam e se digladiam... Primos se invejam. Marido e esposa se detestam. Se pudéssemos pensar que nossos laços de sangue são imutáveis, não nos toleraríamos irrefletidamente e seríamos honestos com nossos familiares. É nosso dever não cultivar contra aqueles que definitivamente são parte de nossa existência raiva ou ódio, pois seria o mesmo que não nos aceitar e respeitar. Com nossa família, deveríamos treinar o exercício da franqueza, da humildade, da sinceridade, como apregoava o saudoso José Ângelo Gaiarsa. Ele dizia que isso era tudo o quanto falta no seio da família - além de um profundo sentimento de "religiosidade" - para que houvesse realmente entendimento. Portanto, deveríamos saber separar as pessoas de seus atos e aceitar que não nos indignamos contra nossos pais, tios, avós, ("superiores"), irmãos, primos ("iguais") e os demais ("inferiores"), mas sim contra atitudes injustas e prejudiciais. Não existe harmonia, paz e amor onde há a desconfiança, rancor e revolta. É preciso diálogo - franco e sincero; calmo e sereno.

Essa expressão - laços de família - me remete à Clarice Lispector e ao desconsertante conto que leva o mesmo nome. Penso que laço é uma palavra imprópria para associá-la ao que nos liga aos nossos ascendentes e descendentes. Eles representam nossa história - a que houve antes e que haverá depois da nossa existência, afinal. Laços são frágeis e desmancháveis. Família é para sempre. E hoje penso nela - no modo como a vejo e como ajo dentro dela - com um pouco mais seriedade e carinho que ontem.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Força Estranha - Adeus, meu tio...

Sei que ainda é cedo para um balanço de fim de ano, mas tem sido impossível não olhar para trás e ver o quanto eu perdi ou tentar, com extrema dificuldade, lembrar quando, como, onde, se e o que eu ganhei nesse ano de 2010. Tem sido, para mim, uma sucessão absurdamente ininterrupta de momentos fantásticos seguidos de catastróficos. Há dores e males que a alopatia cura. Entretanto, o que pode curar um coração trespassado pela foice impiedosa da morte que leva desse mundo os que você tanto ama sem direito a protestos? Não há remédio que cure o pesar do pensamento torturante do "nunca mais". 

Há pouco mais de 3 meses, meu coração enlutado sofre a ausência do pai querido e hoje recebe, com extrema tristeza, a notícia do falecimento do tio mais amado. Dos irmãos maternos, ele sempre foi o mais próximo. Tinha o temperamento muito forte esse meu tio. A lição que me ensinou, ainda na tenra infância, jamais vou esquecer: criança distraída em folguedos, esqueci-me, certa feita, de cumprimentá-lo como se deve. Severamente criticou meu comportamento distraído lembrando-me da importância do respeito aos mais velhos e o sagrado dever dos mais jovens de pedir-lhes a benção. Daquele dia em diante, nunca - JAMAIS - deixei de cumprimentá-lo dessa forma  (a ele e a todos os meus tios) mesmo depois de tantos anos. Meu respeito e carinho me fizeram ser bastante grave com ele em nosso último contato direto: era diabético como meu pai e eu temia muito por sua saúde. Pedi-lhe que não abusasse mais do álcool, açucar e cigarro... Não queria perdê-lo precocemente, posto que mal ultrapassara a casa dos 60. Com muita tristeza confesso que meu coração parecia adivinhar que o momento fatídico se avizinhava e sei que disse, com o mesmo rigor com que anos atrás me corrigira ele o comportamento, que devia eliminar de vez os hábitos que minavam sua saúde. No momento em que os dedos tentam acompanhar as batidas arrítmicas do meu coração ferido pelo infortúnio da perda inevitável, tenho a certeza de que ele, onde quer que esteja, me perdoa por ter sido tão dura em nosso último encontro. Exerci com ele o que me ensinara - a corrigir (com e) por amor, ainda que austeramente.

Meu tio... Nunca se apagará de minha memória seus passos de dança com toda a família alegremente reunida há tão pouco tempo atrás. Seu sorriso - uma despedida, agora sei - de dentro do carro para mim na última segunda-feira guardavam uma ternura que só quem sabe - sem saber - que está partindo oferece às pessoas queridas.

Por certo que Deus ou o destino - seja lá qual nome tenha essa série de eventos ora desastrosos ora cheios de encanto a que chamamos vida - tem subtraído (esse ano mais que em qualquer outro anterior)  de mim a alegria que estoicamente tento preservar. Todavia, é inegável reconhecer que esse mesmo Deus soma em minha vida uma força estranha nas horas mais graves: uma coragem sem tamanho, uma fé quase inabalável, apesar da dor e do lamento, uma certeza quase inexplicável de que eu preciso... continuar a cantar. 

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Um garoto fora de série - Landon Pigg se revela como grande cantor em Grey's Anatomy

Landon Pigg... Esse está no hall de nomes esquisitos de cantores. Jovem de 27 anos, nascido no Tennensee, em Nashville (terra dos cantores folk, estilo que, de certa forma, se relaciona ao dele), criado no Illinois, subúrbio de Chicago, teve sua grande chance quando a canção "Sailed On", de seu segundo álbum intitulado simplesmente LP, entrou para trilha sonora de um episódio da 2ª temporada de Grey's Anatomy (Break on Through, 2.15), em 2005. Suas influências, segundo ele mesmo, vão de Ray Stevens a Rufus Wainwright, Beatles e até mesmo Led Zeppelin. Pigg tem um estilo que considero um soft pop middle indie. 

No ano seguinte, no Valentine's day, "Great companion" entra para trilha da série One Tree Hill (no episódio intitulado Sad song for dirty lovers). Em seguida, lança o single "Falling in love at a cofee shop" que tornou-se seu trabalho mais reconhecido. Aqui no Brasil, é a canção mais executada do artista nas rádios de light hits. O sucesso dessa canção repercute até hoje e, em 2009, entrou para o terceiro álbum de Landon chamado "The Boy Who Never", ganhando duas versões videoclípticas, com arranjos sutilmente diferentes e igualmente maravilhosos... Na versão kawaii, Landon incorpora o garoto que se apaixona por uma frequentadora de uma cafeteria. Bem bolado e bem dirigido, o vídeo me lembrou algo do filme 500 dias com ela







A música linda que toca no final da 6ª temporada de Grey's Anatomy é o seu mais recente trabalho (creio que é um single), intitulado "The way it ends".

Contra, nada contra


Nunca parei pra pensar no que exatamente o nome do meu blog quer dizer. Ele surgiu apenas para ser uma espécie de eco do Mundo Controverso do @ClaudioBhte e uma brincadeira com a palavra contra. Ele - Cláudio Campos - de fato é bem do contra. Não conheço ninguém que seja mais do contra que do que esse aquariano. E por ocasião das eleições eleitorais, tenho observado como as pessoas reagem quando se trata de política. Ninguém é a favor do candidato que vai ganhar seu voto, mas é, sobretudo, CONTRA quem faz oposição a ele. Parece muito com torcida de futebol e, pelo frenesi que o assunto causa na web, especialmente no Twitter, parece que a final da Copa do Mundo vai ser no dia 31 de outubro...

Ariana até no nome, sempre defendo fervorosamente minhas posições políticas desde cedo. Antes do vote 16 ser aprovado, fui anti-Collor e pró-Lula. Há oito anos atrás, fui exclusivamente Lula e hoje sou anti-Lula e anti-Dilma, o que não significa, sobremaneira, que seja pró-Serra. Direita, esquerda, esquerda, direita,  meia volta volver! Não aguento mais! Política, futebol e religião, na minha opinião, só serve para separar as pessoas e há muito tempo penso assim...

Vejo que as escolhas políticas das pessoas geralmente se pautam em interesses pessoais e/ou naquilo que os marketeiros dos partidos políticos elaboraram para promover seus candidatos. Então, começo a pensar quem é mesmo que decide quem vou eleger como meu representante diante do mundo inteiro... Ser do contra custa muito caro; disso tenho certeza. Custa, às vezes, amizades. E o "vive la différence" não faz o menor sentido nos lábios dos que não respeitam quem não pensa como eles.

Sou contra e nada contra. Sou contra não olhar pra dentro de si mesmo antes de julgar os outros. Nada contra ser fiel aos seus princípios. Sou contra coerção. Nada contra liberdade de expressão. Sou contra o desrespeito e intolerância. Nada contra dizer o que se pensa e o que se sente. Sou absolutamente contra não ser eu mesma e nada contra ser quem sou.




quarta-feira, 15 de setembro de 2010

A arte de comprometer-se antes de se comprometer - Comprometida, Elizabeth Gilbert


No universo particular de Liz Gilbert e seu coroa brasileiro apelidado Felipe, o casamento - no papel, na igreja etc e tal - sempre esteve fora de cogitação. Dois traumatizados por experiências dolorosas foram obrigados pelo destino a se comprometerem formalmente da maneira mais inusistada - e por que não dizer, digna de um roteiro hollywoodiano que lhes renderá um futuro confortavelmente perfeito para o que se poderia esperar de um casamento ideal - possível.

Com honestidade e total subjetivividade, Liz teoriza sobre o matrimônio e suas implicações sociológicas, antropológicas e mesmo psicológicas. Sem pretenção alguma, Gilbert apenas tentar conciliar os fatos históricos e as estatísticas alarmantes sobre a pior implicação dos casamentos na era moderna - o divórcio - com sua própria visão sobre o casamento.

Para aquele que é hoje legal e formalmente seu marido, tudo não passa de uma formalidade obrigatória para por em marcha tudo aquilo que ambos desejam: ESTAREM JUNTOS. Para ela, um labirinto interminável de complexidades ideológicas: as representações sociais e religiosas da tradição do casamento. São 240 páginas de exorcismo de fantasmas de preconceitos baseados numa experiência pessoal mal sucedida e sua criação norte-americana fundamentada no medo e na insegurança.

De leitura agradável e leve, esse novo texto da consagrada autora de Comer, Rezar e Amar não veio para superar o best-seller. Ao contrário, não o endossa como grande obra. Trata-se de uma simples, humilde e muito sincera vontade de ententer e fazer dar certo o que tem dado muito errado em toda história da humanidade. Se esse livrinho servisse para fazer com que as "moçoilas casadouras" se debruçassem sobre o casamento com um perfeito equilíbrio entre o romantismo e o pragmatismo e ele pudesse ter o dom de gerar uniões formais sólidas e felizes, esse talvez fosse um dos livros mais importantes já escritos no mundo.


terça-feira, 14 de setembro de 2010

Tem que ter estilo... Até para ir dormir! Coleção ANNA JOANA Primavera Verão 2010/2011

Para Gilles, estilo é lastro do individual na atividade, resíduo não-estruturável, vetor para a ação... Para Barthes, estilo é assinatura que signifique ainda mais além que o próprio nome, capaz de provocar e modificar a identidade do outro. Parafraseando o velho ditado "Você é o que você come", digo que você é o que você veste. A roupa não serve apenas para cobrir ou emoldurar o corpo. Ela é uma linguagem que diz (quase) tudo sobre o que somos, o que pensamos e em que acreditamos. E vestir-se com estilo é afirmar nossa identidade. 

Essa é a primeira vez na história do blog que venho promover uma marca. Subentende-se que o faço por total identificação com o produto, mas essa ação vai mais além. Ela representa muita coisa em que acredito e é por isso que ela me veste. A Anna Joana vem embalando nossos sonhos em camisolas e pijamas das "plus sizers" antenadas que tiveram a oportunidade de conhecer essa marca fantástica que está promovendo hoje uma ação conjunta no mundo virtual entre as várias blogueiras que como eu acreditam no seu sucesso - a nova coleção será lançada via Twitter hoje, 14/09/2010, às 19 horas. A nova coleção conta com 5 linhas distintas que representam nossas diversas facetas. E é impossível não se identificar com todas elas! Convido vocês para participarem dessa festa acessando o site e pelo Twitter através da hastag #ANNAJOANA. 


quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Por uma educação que transforme o mundo



Quem me acompanha já sabe que sou uma apaixonada por minha profissão e que estou empreendendo todos meus esforços em minha carreira, mesmo atravessando um dos piores momentos da minha vida.  Hão de vir mudanças que transformarão singularmente a pessoa que sou agora para me transformar na que pretendo ser enquanto viver. Nesse meu futuro que é quase agora, deparei-me com números absurdos em uma pesquisa sobre a qualidade da educação sob o olhar do professor. Estou HORRORIZADA com a discrepãncia entre o que ouço dos colegas da rede pública estadual aqui em Minas em conversas informais em sala dos professores quanto à qualidade da educação. Estão sempre, o TEMPO TODO, reclamando, criticando e não fazendo NADA para que as coisas melhorem. O resultado da pesquisa realizada pela da Fundação SM teria, seguramente, números BASTANTE diferentes se as pessoas não pusessem a máscara da hipocrisia. Do início da minha carreira em 2003 até hoje, fui severamente desestimulada a continuar na profissão, especialmente pela rede pública de ensino do Estado. Fui obrigada a ver resultados de provas de avaliação de desempenho de alunos serem adulterados por professores para manter/conseguir benefícios salariais que estão vinculados aos mesmos. Fui obrigada, mais de uma vez, a conviver com o desinteresse, o descaso e o desprezo pelos alunos que são sempre o problema - nunca somos nós mesmos (os "mestres") ou a escola. E não é de hoje que isso me incomoda. Bastar (re)ler meu desabafo em abril do ano passado... 

Fui humilhada incontáveis vezes por não ser efetiva nos cargos que ocupei como designada e em processos de designação. Nunca tive a oportunidade de encontrar na rede pública mineira um único docente que tivesse o mínimo entusiasmo por estar na escola formando cidadãos. Ao longo desses anos, meus caros colegas jamais se esqueceram, evidentemente, de lamentar pelos baixos salários, pelo volume de trabalho, pela geração que "não respeita ninguém", mas nunca se lembraram de empreender esforços INDIVIDUAIS para mudar essa realidade.

Não posso pensar em fazer uma revolução na educação ou na sociedade se primeiro não realizo uma revolução interior e, tomando emprestada a palavra do poeta, inelidível: é necessário revolucionar todos os (pre)conceitos que nos impuseram, acreditar em nossos sonhos e fazê-los acontecer.

No filme "Um sonho possível" (que deu a Sandra Bullock o Oscar de melhor atriz), o personagem principal, um adolescente negro e marginalizado, consegue uma oportunidade em uma escola de elite, mas os próprios professores da instituição desacreditavam de sua capacidade. No entanto, quando pousou sob O OLHAR ATENTO de alguém que reconheceu sua real potencialidade, pôde se desenvolver e crescer como ser humano e como aluno. Nessa história (que não é mera ficção, já que é baseada em fatos reais), marcou-me o momento em que o estudante, ao realizar uma tarefa acadêmica, registra o quão importante é a determinação sobre o caminho a trilhar na vida, a coragem necessária para empreendê-lo e a força de vontade para lográ-lo, sem desistir.

Acho que os docentes da rede pública no Brasil precisam voltar seu olhar para si mesmos; não apenas para as práticas pedagógicas, as especificidades de seus alunos ou da comunidade escolar. Deveríamos, todos nós, nos debruçarmos sob nossos princípios - aqueles mesmos que nos trouxeram até aqui - e realizarmos, em nós mesmos, em primeira instância, a verdadeira mudança - aquela que pode pôr em marcha a verdadeira e tão desejada transformação do mundo.




quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Até meu último sopro de vida - Tchau, pai...

Morrer é inevitável. Certamente, em algum momento da vida nós já desejamos poder viver para sempre. Porém, há momentos em que a dor e a falta de compreensão sobre o porquê dessa existência é tão insuportável que a morte parece ser um prêmio merecido depois de tanta luta. Quando estou fazendo algo que me apaixona, não me lembro de pensar nisso: por que é que a gente existe se um dia não vamos mais existir? - nem nós nem aqueles a quem mais amamos. Por que não gostamos de falar ou sequer pensar na morte? A morte deveria ser pensada a cada dia... Não com tristeza, medo... Mas como uma forma de nos fazer entender que lutar tanto pela vida deve ter algum significado que precisamos descobrir.

Eu já tive tantos pesadelos horríveis com a morte do meu pai durante toda minha vida... Era um dos meus pânicos. Hoje vejo que todos aqueles pesadelos terríveis me prepararam para a realidade da qual não foi possível despertar. Ver seu corpo inerte causou-me uma sensação indescritível. O corpo sem vida nos causa horror porque exprime a certeza da separação definitiva entre nós e a pessoa que conhecemos e amamos tanto. 

Meu pai não era um super herói ou um exemplo de ser humano do qual eu pudesse me ufanar nesse momento. Não... Meu pai era uma pessoa ordinária, como eu mesma sou. Como todos nós somos - cheios de defeitos e qualidades singulares impossíveis de serem encontradas em outro indivíduo. Meu pai era a pessoa mais alegre que conheci. Não me lembro nunca de tê-lo visto chorando ou com semblante entristecido por muito tempo. A seu modo, ele driblava o sofrimento e sempre demonstrava alegria em qualquer ocasião. Para mim, foi um pai cuidadoso em realizar as alegrias infantis: celebrava os aniversários com festa, natal e dia das crianças com presentes. Sempre que possível - quase sempre, na verdade - realizava todas as minhas vontades - que nunca foram poucas. Ele me fez uma criança muito feliz...

Seu gênio forte de leonino sempre se chocava com os nossos, mas nossas brigas nunca eram de causar mágoas eternas e insolúveis. Nos últimos tempos, nos tratávamos sempre cordialmente, com respeito amoroso recíproco. A última lembrança que le me deixou foi seu sorriso - ele gostava de rir e fazer rir. Assim, não me sinto no direito de ficar triste por mim - não por ele que agora goza do merecido repouso de uma alma cansada dos sofrimentos do corpo. Ele gostaria que eu prosseguisse minha jornada como ele: fazendo o que gosto, sorrindo e fazendo as pessoas sorrirem, cultivando amigos. 

Sempre que uma pessoa deixa esse mundo, deveríamos honrá-la pensando em sermos melhores. Foram essas as palavras que ouvi do meu companheiro nessa jornada. Palavras que transformarei, a cada dia, em realidade até meu último sopro de vida.

R.I.P Claudionor Santos de Oliveira (1948-2010) 



quarta-feira, 21 de julho de 2010

Todo dia é Dia do Amigo

"Amizade é Deus nos despertando do egoísmo que nos separa Dele mesmo e de todas as ourtras almas"  
Paramahansa Yogananda

Quem quer que tenha inventado essa data, certamente deve ter pensado em fins comerciais, como tem sido com todas as datas comemorativas do calendário. Quem dá importância a elas são as pessoas que se identificam com esse rótulo criado. Mas será mesmo que o Dia do Amigo é aquele que aponta o calendário? 

Minha ausência do blog se deveu à momentos de turbulência em família - doença (nada grave, graças a Deus) na família, muito trabalho e uma novidade que pode mudar o rumo de tudo por aqui. E é nesse momento que eu mais precisei de meus amigos... Nas horas amargas e dificeis é que se pode identificar um amigo autêntico - aquele que já está lá antes mesmo que você precise. É sempre essa a amizade que eu busco para minha vida, a amizade que eu costumo oferecer. Num dia desses, minha mãe estava vendo um programa na televisão que dizia que as relações virtuais reforçam o sentimento de distanciamento entre as pessoas. Ora, ou nisso sou exceção ou quem disse tal coisa está completamente equivocado: tenho feito, ao longo de anos no meio virtual, os amigos mais leais e sinceros que jamais poderia querer ou sonhar encontrar. São esses os amigos que me deram momentos felizes da minha vida, as melhores lembranças, o ombro amigo nas horas mais difíceis, abriram suas casas para me receberem, compartilharam suas vidas e suas alegrias comigo. Sorri - em todos os tempos e modos - e chorei com eles - no pretérito perfeito do indicativo e em qualquer tempo e modo que seja necessário. Muitos deles são afetos que pretendo levar comigo para o outro lado da vida e outros que, infelizmente, as circunstâncias se incumbiram de desfazer, involuntária e voluntariamente - nos casos em que elas não eram realmente autênticas. Àqueles a quem chamo amigos dedico essa postagem com votos de sempre renovada amizade, afeto e carinho. 

Por ocasião da data, não por acaso - acredito eu - estive ao lado durante todo o dia de uma amiga virtual mais que real cujo nome é o mais lindo do mundo: Adriana Costa. Passamos uma tarde maravilhosa, cheia de sorrisos e conversas agradáveis. Nos fizeram companhia a Adriana Delphino e a Ludmila - queridas com quem costumo falar diariamente e que não tinha tido ainda a oportunidade de conhecer pessoalmente - , numa tarde muito agradável em que nos esquecemos de celebrar o que rezava o calendário para a referida data. Foi um dia memorável e feliz em que, dentre tantas pessoas queridas, a ausência foi sentida e a lembrança presente. Se eu fizesse uma lista com todos os nomes, não caberia no blog e citar só alguns nomes seria injusto com todos aqueles a quem desejo tanto bem na medida própria de cada um - nem mais nem menos.

É bom que exista um dia para nos lembrar daquilo que jamais deveríamos nos esquecer: o valor das pessoas a quem amamos. Assim, busco a cada dia, a cada instante que me for dada a oportunidade, oferecer amizade sincera a todos que se aproximem de mim... Então, meus amigos, não foi ontem Dia do Amigo. O Dia do Amigo é quando eu estou com um de vocês...


domingo, 13 de junho de 2010

A primeira vez a gente não esquece - 13 de junho, nosso dia especial

Se lembra do seu primeiro choro, do seu primeiro balbucio, do seu primeiro passo? Normalmente, ninguém se lembra de algo tão anterior ao nosso reconhecimento de nós mesmos como indivíduos. Para tudo existe uma primeira vez. Se é um processo natural  e franqueado a todos, o que tem de tão especial nas primeiras vezes? Não tenho uma resposta pronta para essa pergunta, mas sei que o início de todas as coisas sempre tem sido celebrado...

Hoje é um dia especial para mim porque foi o dia em que eu e meu namorado nos beijamos pela primeira vez (contei essa história aqui o ano passado. quem se lembra?). Não foi a data (afinal, foi no dia do santo casamenteiro, bem depois do dia dos namorados), não foi o lugar, tampouco a ocasião. Sinceramente, se eu soubesse explicar porque ele foi tão especial, não conseguiria pôr em palavras. Poderia dizer que foi o simples fato de estar completamente apaixonada e estar sendo correspondida. No entanto, depois de todos esses anos, diria que foi especial porque estamos juntos até hoje por esse motivo. Ele não gosta de marcar datas e celebrá-las. Custei a entender que para ele - e agora para mim também - alguns momentos são pura eternidade...

Assim, deixei para celebrar - sem celebrar - o nosso "dia especial" (entre aspas porque para nós, todos os dias em que pudemos e estamos juntos é especial), as nossas respostas às perguntas para o especial do Dia dos Namorados.

Com tantas datas comemorativas no calendário, você acha que o Dia dos Namorados é apenas mais uma ou seria esse um dia realmente especial?
Ele: Todos dias são especiais, porque são momentos únicos; além de serem sempre uma oportunidade para conhecer-nos, aprender e viver. A publicidade deveria rever essas criações, porque tem muitas pessoas que sofrem com datas "especiais". / Eu: Sempre curti o dia dos namorados, com ou sem namorado. É comercial sim, mas acho legal que existam esses dias "especiais" como motivação para nos lembrar de expressar o que devemos (ou ao menos deveríamos) fazer todos os dias.

Qual foi seu melhor Dia dos Namorados EVER?
Acho que é sempre o primeiro, mas infelizmente eu não me lembro como foi. / Eu: O melhor foi aquele em que nós não estávamos juntos. Teoricamente, deveríamos... Eu esperei por ele num lugar bem romântico aqui em BH. Ele não foi, mas eu não me aborreci. Ao contrário: a felicidade de me descobrir amando assim tão ternamente me completou. O dia seguinte foi MÁGICO...

Se você pudesse escolher um presente no Dia dos Namorados, o que você escolheria?
Ele: Tem uma lista grande. Mas não posso exigir né. /  Eu: Escolheria poder voltar no tempo e ter curtido juntos algum momento histórico, tipo... estar em Woodstock, por exemplo.

Qual presente você daria para quem você ama nesse dia?
Tenho dificuldade em dar presentes, fico observando-a até que consigo achar um presente bom. / Gosto muito mais de dar que receber presentes. Sou observadora com essas coisas e normalmente consigo agradar bastante. É fácil presenteá-lo porque ele gosta de coisas simples como música e livros. Livros sempre são minha primeira opção. Esse ano dei o livro dos Beatles e um do Goethe, que no fundo é um presente nosso. Compartilhamos essas coisas - o que é meu é dele e vice-versa. 

Onde você gostaria de passar esse dia com a sua pessoa e o que vocês fariam?
Ele: Na verdade em um lugar bem alto olhando as estrelas. Mas acho que ela preferia um lugar mais romântico rs. / Eu: não tenho nada em mente que seja diferente do que gostamos de fazer sempre - estarmos juntos, não importa muito o lugar.

Dedique ao seu amor...

Uma música: Ele: As vezes penso nessa do George Harrison, "Your Love is Forever". Onde eu a ouvir vou lembrar dela. / Eu: Entre milhares de possibilidades, só me vem à mente "Without your love" do Roger Daltrey...















Um filme: vou citar dois que vimos juntos. Ambos gostamos muito, são românticos e melancólicos, um é "No Amor e a Guerra" e o outro é "As Pontes de Madison". Fico feliz por tê-los visto com ela. / Eu: Há vários que são especiais para nós dois que eu poderia citar. Entretanto, vou ficar com o que veremos no dia 12: A Casa do Lago.
(obs: No Amor e na guerra foi o primeiro filme romântico que vimos em casa juntinhos, como gostamos de fazer até hoje. Também com Sandra Bullock, que fez A Casa do Lago que vimos no dia 12)













Uma comida: Eu e Ele: comida japonesa

Qual é a melhor forma de dizer "eu te amo"?
Não dizendo. No fundo eu acho que não amo ninguém. Não sei o que é o amor. Infelizmente.... Quando as pessoas falam em amor, vejo logo que é egoísmo, sentimentos, desejo, posse etc. / Eu: Dizer qualquer um pode dizer. Costumamos rir dos americanos que dizem "eu te amo" levianamente, para tudo... Dizer é bom quando vem do coração. Eu digo sempre que eu sinto que devo dizer. Só existe essa forma para mim.

Qual é o jeito que ele/ela te diz "eu te amo"?
Ela sempre fala isso. É coisa de mulher mesmo.  / Quando ele diz que eu pareço com a Clarice Lispector, mas entre ela e eu, ele prefere a mim.

10 Filmes de Amor Imperdíveis

Foi difícil escolher apenas 10 para indicar. Mesmo porque, não dá pra ver 10 filmes românticos num dia só... Há filmes para todos os gostos aí... comédia e drama também. Mas todos com boas doses de romance. Não digo que todos da lista são os melhores EVER, mas os que eu pude me lembrar durante essa semana além de todos os que foram indicados pelos entrevistados. Quem não viu, veja. Quem já viu, vale a pena ver de novo:

Brilho eterno de uma mente sem lembranças: Esse filme é icônico para nós. O amor está em cores e memória. É um filme bem bonito, jamais vou me esquecer dele.
4 casamentos e um funeral: É uma comédia romântica das melhores! Na época, eu estava solteira. E fiquei suspirando muito para um dia encontrar um amor assim pra mim...
O diário de Bridget Jones: Duvido que você não tenha visto o filme, porque o livro é genial! Eu ri muito... A história é uma mistura de clássicos da literatura inglesa como Orgulho e Preconceito, da Jane Austin e deu um excelente roteiro para o cinema. A Renée Zellweger sempre será a Bridget pra mim...
Mensagem para você: Foi uma das primeiras comédias românticas que a gente viu no cinema juntos. Nunca fui muito fã da Meg Ryan, mas devo reconhecer que de todas mocinhas que ela fez, essa foi aquela que eu mais gostaria de ser. Fiquei anos querendo ter uma livraria por causa desse filme.
Música e letra: Essa é uma das mais fracas, mas acho que o que a tornou especial foi justamente a ideia de que música (som, melodia) se completa com a letra - uma bonita analogia...
Como se fosse a primeira vez: Para ser sincera, quem gostou mais desse filme foi ele. E nós nunca o vimos juntos. O fato dele estar aqui é porque filmes que estão ligados à memória e lembranças são especiais pra nós.
Bonequinha de luxo: Ele nunca viu esse filme. Na verdade, ele é tão incensado e comentado que teria vergonha de admitir que nunca assisti. Não faz muito tempo que o vi pela primeira vez e planejo ver com ele. Acho que é o filme mais lindo da Audrey - mais que Sabrina. O destaque é para o momento final - realmente muito romântico...
Eu odeio dia dos namorados: Meu namorado não curte comédias românticas. Sabendo que eu adoro, às vezes ele sacrifica seus gostos pessoais para ver comigo. Entretanto, esse eu imaginei que ele não fosse gostar e vi sozinha. Realmente, não é daqueles que ele gostaria mesmo de ver... Nem é dos melhores, mas acho que a mensagem que ele deixa é tão suave que merece ser indicado. Com mesmo astro e estrela do Casamento Grego, que é um dos meus filmes de casamento predileto!
Entrevista: Esse foi o penúltimo filme que vimos juntos em casa, comendo pipoca... É um filme extremamente sensível e diferente. Filmes asiáticos sempre nos arrancam umas lagriminhas no canto do olho. E esse é um filme bem diferente do convencional. Vale muito a pena!
O espelho tem duas faces: Eu vi esse filme muito antes de conhecer meu namorado. Recém-saída de um relacionamento teoricamente "perfeito", me via na mocinha. Perdi a conta de quantas vezes eu vi e revi esse filme. Muito tempo depois, vimos juntos.

sábado, 12 de junho de 2010

Especial Dia dos Namorados - Parte XII - The End

Chegamos ao grande dia... E daqui há alguns minutos já terá passado tudo. O meu Dia dos Namorados foi perfeito e fechado com chave de ouro. Espero que o de vocês, casais e solteiros, tenha sido legal.

Deixei para o final um casal pra lá de romântico. A história deles toda começou pelo Twitter e fez aniversário esse ano. Eles passaram o primeiro Dia dos Namorados deles JUNTOS e começaram a namorar nesse dia! Então, parabéns para o casal Ana Elisa e Leonardo!

Obs.: Entrevistei os dois e um não sabia do outro! Espero que eles gostem da surpresa...

Com tantas datas comemorativas no calendário, você acha que o Dia dos Namorados é apenas mais uma ou seria esse um dia realmente especial? - Ana Elisa: Não acho que seja apenas mais uma, mas também não acho que seja uma data que mude muita coisa. Embora eu adore o dia dos namorados, e ache que é um dia pra ficar MAIS juntinho, dar presentes, fazer carinho, sair pra jantar, acho também que, se isso não for feito o resto do ano, o dia dos namorados não salva nada. :P / Leo: O Dia dos Namorados só é uma data especial quando se está junto do alguém especial!


Qual foi seu melhor Dia dos Namorados EVER? Ana Elisa: Com certeza, até agora, foi o do ano passado. Viajei para SP no dia 11 de junho pra conhecer meu atual namorado e passamos nosso primeiro dia dos namorados juntos (mesmo sem namorar ainda) passeando pela Liberdade, com ele me acordando de manhã cedo pra me dar nossa primeira filha, a Gengibra (uma doll). / Leo: 12/06/2009, São Paulo, Avenida Augusta, por motivos que por mais que eu os explique, eu ainda não conseguiria colocar sentido.

Se você pudesse escolher um presente no Dia dos Namorados, o que você escolheria? Ana Elisa: Algo material seria uma Blythe :P mas se for algo fofinho, como um desejo, seria ir morar logo com meu namorado pra fazermos de todos os dias um dia especial, já que por MSN é mais complicado. / Leo: Acho que presente bom é aquele que a pessoa amada lhe dá, tendo certeza do quanto aquilo será especial pra ti.

Qual presente você daria para quem você ama nesse dia? Ana Elisa: Queria dar uma coisa que ele tá querendo muito ultimamente: um PS3 :) ou então as chaves do nosso apartamento rs / Leo: Qualquer coisa que eu sei que a fizesse extremamente feliz.

Onde você gostaria de passar esse dia com a sua pessoa e o que vocês fariam? Ana Elisa: Vou falar o que farei, já que combinamos tudo do jeitocertinho que queriamos, com coisas que amamos fazer, ok? Vamos para o shopping assistir um filme, depois passar na FNAC pra comprarmos livros de presente um pro outro e, por fim, jantar num restaurante com bastante Coca-Cola e hamburgers com bacon! / Leo: Gramado - RS. Porque namorar no frio e na Serra Gaúcha, tem todo um clima especial.

Dedique ao seu amor...

Uma música: Ana & Leo: Make No Silence - Khoiba







Um filme: Ana & Leo: O Diário de Uma Paixão







Uma comida: Ana Elisa: Stacker triplo com bacon extra! / Leo: Qualquer uma que nos satisfaça de todas as formas =D

Qual é a melhor forma de dizer "eu te amo"? Ana Elisa: embaixo de um cobertor bem gordo, esfregando os narizes gelados :3 / Leo: A melhor forma de se dizer que ama, é com atituides e não palavras.

Qual é o jeito que ele/ela te diz "eu te amo"? Ana Elisa: "te amo, linda!" ou "te amo, amoiza" huahauhuahuauahuahua / Leo: A melhor forma de se dizer que ama, é com atituides e não palavras.


sexta-feira, 11 de junho de 2010

Especial Dia dos Namorados - Parte XI (2ª)

 Mais um casal para finalizar essa véspera do Dia dos Namorados em grande estilo. Dessa vez, um casal de blogueiros - a Cris e o Alessander. Ela tem o Chez Cris e ele o Cuecas na Cozinha. Quem responde é ela. Ambos os blogs são de UTILIDADE PÚBLICA e eu recomendo demais! Um casal muito, muito perfeito - de arrancar suspiros...
 
Com tantas datas comemorativas no calendário, você acha que o Dia dos Namorados é apenas mais uma ou seria esse um dia realmente especial?
 Acho que a gente deve celebrar a vida sempre. Então, uma data figurativa, como esta, é uma boa desculpa para comemorar oras!

Qual foi seu melhor Dia dos Namorados EVER?
Já tive vários Dia dos Namorados memoráveis, mas o primeiro que passei casada foi bem legal porque comemoramos em nossa casa, com um jantarzinho, ele estava começando a se arriscar na cozinha. Foi uma delícia.

Se você pudesse escolher um presente no Dia dos Namorados, o que você escolheria?
Uma BJD Ai House custom (e ela vai ganhar mesmo!)

Qual presente você daria para quem você ama nesse dia?
Para mim, o segredo de presentear e sempre ficar atento às preferências da pessoa e isso não acontece.

Onde você gostaria de passar esse dia com a sua pessoa e o que vocês fariam?
Adoraria fazer um pique nique no Jardim de Luxemburgo em Paris.

Dedique ao seu amor...

Uma música:
Fly to the Moon





Um filme: The way we where (a história de amor mais linda, que tem um final não tão convencional, mas tão real)




Uma comida:
olha, para um marido-namorado gourmet qualquer comida gostosa agrada, ele ama doces!

Qual é a melhor forma de dizer "eu te amo"?

Quando as palavras saem assim... bem espontâneas e sinceras

Qual é o jeito que ele/ela te diz "eu te amo"?
Uma vez ele, no maior estilo faça-você-mesmo, fez um kit de escritório utilizando papelão e forrando com um papel especial. Juro, fiquei impressionada, pois sei que se esforçou demais para caprichar, pois ele não tem lá muita habilidade manual. rs

Especial Dia dos Namorados: EDIÇÃO EXTRAORDINÁRIA

Uma das leitoras dos posts do especial está curtindo tanto, que resolveu participar também... Assim, hoje teremos mais uma apaixonada no dia! xD

Ela é casada e tem um filhotinho. Sim ela é uma mamãe; uma mamãe CANGURU! Segundo a própria, a maternidade transformou sua vida. Foi assim que descobriu os Slings e hoje ela orienta e ajuda várias mamães de primeira e de outras viagens no blog Mãe Canguru. Espero que vocês curtam a entrevista da Karlinha...

Com tantas datas comemorativas no calendário, você acha que o Dia dos Namorados é apenas mais uma ou seria esse um dia realmente especial?
Eu acho que dia de namorar é todo dia! eu sou uma namoradeira compulsiva... só vivo na base da paixão... então dia dos namorados é um dia um pouco mais especial... na real depois que comecei a namorar nunca passei um dia dos namorados sem namorado.hehehehehe sortudinha eu heim?
 
Qual foi seu melhor Dia dos Namorados EVER?
O meu melhor dia dos namorados foi com o meu marido... um dia de surpresas... ele fez uma surpresa pra mim e eu uma pra ele heheheheh eu fiz um cartão enorme acho que tinha uns dois metros todo escrito eu te amo no fundo... ainda temos o cartão guardado! e ele me fez um jantar lindo de surpresa.


Se você pudesse escolher um presente no Dia dos Namorados, o que você escolheria?
Um dia só nosso... com tudo o que a gente gosta de fazer! Ouvir música, beber um vinho, e ir ao um festival de rock! pular e pular muito! adoramos isto!


Qual presente você daria para quem você ama nesse dia?
Hummm uma viagem para um festival de rock muitos beijinhos e carinhos...


Onde você gostaria de passar esse dia com a sua pessoa e o que vocês fariam?
Bem, tenho que trabalhar com as minhas possibilidades né? então... vamos ficar aqui em casa , abrir um bom vinho, ouvir nossas músicas ler nossos livros, escrever nos nossos blogs, assistir a copa ,comer nossa comida favorita e brincar muito com nosso Don Vitor.É tudo que precisamos para sermos felizes! este ano temos um motivo especial para comemorar... passamos por muitas provas no ano passado e superamos ...


Dedique ao seu amor...
Uma música:
São tantas!!! mas tem uma que tocam nossos corações!
Mas esta é muito especial...The Beach Boys - God Only Knows (
Olha só do que ela fala! Amor Puro!)



Um filme:
Quase famosos.
Amamos este filme... ele nem é romântico mas é SENSACIONAL
(Nota N.C.O.V: Nós discordamos! É romântico sim! Recomendamos - eu e o meu amor também amamos!)

 

Uma comida:
adoramos cozinhar!!!
tem uma receitinha que foi eleita a melhor dos ultimos meses!
Risoto de Alcachofra com Tomate Seco
Esta receita foi a escolhida para amanhã!

Qual é a melhor forma de dizer "eu te amo"? 
Sendo parceira sempre, adoro ter no meu fofo meu melhor amigo, meu melhor tudo.
Eu digo eu te amo a ele a cada momento que passamos juntos!

Qual é o jeito que ele/ela te diz "eu te amo"?
Eu te amo é algo que poucas pessoas ouviram dele... eu ouço todos os dias em palavras e atitudes.


Especial Dia dos Namorados - Parte XI (1ª)

É amanhã, pessoas! Espero que todos tenham gostado de chegar até aqui comigo... Tem sido muito divertido e emocionante ler todas as participações. Realmente estou tão emocionada que nem sei como agradecer a partipação e a visita de todos.

Hoje seremos brindados com duas participações SUPER românticas aqui no blog. Guardei as mais românticas para o final... De fato, foi difícil selecionar por esse critério porque TODAS foram altamente inspiradoras. Acho que meu objetivo foi esse e foi alcançado: espalhar um pouco de amor via web. Espero que todos tenham sido contaminados por ele...

A convidada dessa primeira parte de 2 posts hoje é a mini Giu, vulgo Giuliana. A gente se conhece do Plurk, que acabei largando por falta de atenção. Graças a Deus, ela migrou pro Twitter também (sem sair de lá que eu sei) e é uma das mais divertidas da minha timeline. Segundo os amigos, curte um mimimi e um barraco como ninguém. Mexeu com a gente, mexeu com ela! #marciafeelings total! Pedi para todos entrevistados fazerem um perfil de si mesmos e foi a partir deles que criei as introduções. A dela, porém, vou postar ipis literis. Só lendo para entender o porquê: 

Giuliana. 22 anos com cara de 16. Dona de um finado cachorro, gato e calopsita. Pisciana Cabeça de Bagre por Natureza. Biomédica pela Faculdade! Ama sua Família, o Dragão da Atlética e estar com os amigos. Quer um mundo sem falsidade e ainda sonha em aprender a empinar pipa.


Com tantas datas comemorativas no calendário, você acha que o Dia dos Namorados é apenas mais uma ou seria esse um dia realmente especial?
Dia dos Namorados tem um grande significado comercial mas o que muda é o sentimento da pessoa. Você pode comemorar como mais um dia no ano, em uma balada ou com sua pessoa especial. Independente da data, quem faz o dia é você!


Qual foi seu melhor Dia dos Namorados EVER?
Todos os Dia dos Namorados foram importantes para mim, acho que não tem nenhum especial...Todos tinham sentimentos diferentes envolvidos.

Se você pudesse escolher um presente no Dia dos Namorados, o que você escolheria?
Adoro presentes feitos à mão. Algo invetando pela própria pessoa dá um toque especial e diferente.


Qual presente você daria para quem você ama nesse dia?
Sempre escolho algo importante ou marcante para nós dois, para dar como presente. Assim fica marcado o momento.

Onde você gostaria de passar esse dia com a sua pessoa e o que vocês fariam?
Acho que agarradinho no sofá é a melhor pedida mas sempre tem várias supresas...Não escrevo porque vai que ele lê aqui, né? Hahaha

Dedique ao seu amor...
Dedico à todos que estão comigo em qualquer situação, as pessoas que entram na minha vida e fazem diferença :) (MUITO FOFA, NÉ?)

Uma música:

Somewhere Over the Rainbow - Norah Jones




Um filme:
500 dias com Ela (500 days of Summer)




Uma comida:
Burritos e todo cardápio mexicano


Qual é a melhor forma de dizer "eu te amo"?
Com o coração


Qual é o jeito que ele/ela te diz "eu te amo"?
Ele me olhou e eu senti. Simples assim.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Especial Dia dos Namorados - Parte X

Daqui há poucos minutos, será véspera do grande dia... E hoje me peguei pensando se esse entusiasmo todo sempre me acompanhou todos esses anos - com ou sem namorado. Sim! Eu me lembrei de vários Dia dos Namorados anteriores e garanto que sempre foi o mesmo. Em alguns ele foi maior - até mesmo nos em que eu estava sem namorado - e alguns menos - mesmo namorando. Esse ano, estou, digamos, mais romântica que nos anos anteriores. Motivos não são importantes... Não dizem que o amor tem razões que a própria razão desconhece? Tipo assim, né? 

Nada melhor então que celebrar essa data com pessoas MUITO, mas MUITO apaixonadas de verdade! A entrevistada de hoje é uma dessas pessoas. O namoro já passou por altos e baixos, mas - claro! - o amor venceu a tudo. Em breve, eles irão se casar e morar na mesma cidade. O namoro deles começou virtualmente e hoje ele é mais real do que muitos namoros que a gente vê por aí. Eles compartilham os mesmos gostos e em especial a companhia um do outro, pois ela mora no sudeste e ele no sul... Ela é praticamente um ser virtual e está constantemente online. Você a encontra em todas as redes sociais através do Me Adiciona. Dona da Geek Girl Store, com vocês, a namorada do Sérgio - a Camila.
Com tantas datas comemorativas no calendário, você acha que o Dia dos Namorados é apenas mais uma ou seria esse um dia realmente especial?
Sinceramente, eu acho que é apenas mais um dia. O dia de Santo Antônia é dia 13 de junho, não 12. Nos EUA, Europa e Japão é comemorado no dia de São Valentim. Essa história que é por causa do "santo casamenteiro" não cola muito.
Acho que as pessoas se apegam muito a uma data e apenas para dar presentes. Conheço amigos que terminam com as parceiras ou arrumam brigas perto da data somente para não ter que presentear. Namoro é mais que isso. Não me impeço de dar presentes ao namorado ao longo do ano; por isso essa data não é muito importante, nem mesmo pra um jantar romântico, visto que a gente mora a 1300km de distância e esta é uma péssima época pra viajar por causa de faculdade e trabalho.
Essas datas de "dia de" só servem para o comércio. Eu adoro! Minhas vendas aumentaram nesta época, recebi dezenas de e-mails de rapazes querendo saber qual a melhor opção para presentear a namorada.

Qual foi seu melhor Dia dos Namorados EVER?
Eu acho que vai ser o deste ano, quando pela primeira vez vou conseguir passar com o Sérgio. Mas anteriores foi o de 2008. A gente tinha acabado de começar a namorar e estava ainda com aquele gostinho de paixão adolescente, com vergonhas e risinhos.

Se você pudesse escolher um presente no Dia dos Namorados, o que você escolheria?
Passar o dia com o Sérgio, em paz, só nos dois, nos curtindo, com celulares desligados, sem pensar em empresas, loja, clientes, familiares, problemas... Tirando o dia pra gente e só pra gente. Rindo, conversando, etc.

Qual presente você daria para quem você ama nesse dia? 
SPOILER! (vou editar só no dia 12/06)
Onde você gostaria de passar esse dia com a sua pessoa e o que vocês fariam?
Como eu disse ali em cima, queria somente estar com ele em algum lugar que a gente pudesse ficar juntinhos nos curtindo. Nos vemos pouco, geralmente uns 15 dias a cada 4 a 6 meses e quando nos vemos nossas familias ficam chamando a gente, ligando, aparece problemas...
O lugar: a gente gosta de lugares frios e com coisas interessante para fotografar.


Dedique ao seu amor...

Uma música:  The Two Of Us - NSync -- Quando estou com raiva dele, Superafim - CSS ahahahahaha





Um filme:  P.S I Love You
(nota n.c.o.v: esse filme já foi citado duas vezes já! com essa, é a 3ª ! hahahaha)

Uma comida: Sushis e sashimis, principalmente o favorito dele: Philadelphia

Qual é a melhor forma de dizer "eu te amo"?  
Respeitá-lo. Dar atenção, carinho. Conversar, ser companheira. Apresentar a ele novas coisas que ele nunca pensou, mas quando conheceu, amou, como comida japonesa e fotografia. Dar apoio nos momentos difíceis. E nunca esquecer da massagem dele!

Qual é o jeito que ele/ela te diz "eu te amo"? 
Quando cuida de mim. Pequenas atenções que ele dá ao que eu gosto, ao que eu preciso.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Especial Dia dos Namorados - Parte IX

Já olharam reserva de restaurante? Compraram flores e bombons com antecedência? Ou vão deixar pra resolver tudo isso no sábado mesmo? Vão sofrer, tou avisando... Amanhã ainda é um bom dia para executar e ainda planejar alguma coisa para o fim de semana obrigatoriamente romântico... Afinal, são apenas mais 3 dias - teoricamente, pois o dia de hoje já está acabando e amanhã já é a véspera! 

Nossa entrevistada de hoje, curiosamente, não é blogueira. Carismática, gentil, divertida e atenciosa - essa é a Alessandra Veiga. Essa linda "loura" é radialista, mamãe de um casal de adoráveis crianças e tem um marido "louro" - quer dizer... ele é moreno, mas é o "louro", sabe? Aquele Louro da televisão, sabe qual? Romanticamente, eles compartilham o perfil do Twitter e dá pra ver a sintonia que eles têm quando a gente se confunde quem é quem: eles têm o mesmo jeitinho de tuitar! Quando a convidei, nem imaginei que ela fosse aceitar - por falta de tempo - mas ela foi super delicada aceitando e respondendo tudo com a maior sinceridade do mundo! Acho o casal @Tom_e_Aleveiga o casal mais FOFO EVER do Twitter! #prontofalei


Com tantas datas comemorativas no calendário, você acha que o Dia dos Namorados é apenas mais uma ou seria esse um dia realmente especial?
Esse é realmente um dia especial, apesar de todos os dias ao lado de quem se ama, serem especiais.

Qual foi seu melhor Dia dos Namorados EVER?
 Foi há 3 anos, quando fomos pra Mauá. Uma lareira, um vinho, um carinho...foi bom demais.

Se você pudesse escolher um presente no Dia dos Namorados, o que você escolheria?
Uma viagem de uma semana só nós dois, sem nenhum tipo de interferência (coisa que nos dias de hoje é difícil)

Qual presente você daria para quem você ama nesse dia?
Nós gostamos é de muito carinho e dengo, é isso que eu darei pra ele nesse dia e, é claro muito amor e toda a minha atenção (ele reclama muito quando não dou atenção que ele precisa)

Onde você gostaria de passar esse dia com a sua pessoa e o que vocês fariam?
Num lugar bem frio, pra gente poder ficar do jeitinho que a gente gosta.

Dedique ao seu amor...

Uma música: O Amor Faz  (Sandy e Jr)







Um filme: Uma linda mulher








Uma comida: japonesa

Qual é a melhor forma de dizer "eu te amo"?
Olhando nos olhos e com as duas mãos no rosto dele

Qual é o jeito que ele/ela te diz "eu te amo"?
Com cara de apaixonado e com desejo nos olhos 

terça-feira, 8 de junho de 2010

Especial Dia dos Namorados - Parte VIII

Faltam só mais 4 dias para o grande dia... Já compraram seus presentes? Fizeram seus planos românticos? Várias coisas já se passaram pela minha cabeça e posso dizer francamente que tenho apenas uma mínima noção do que eu realmente pretendo fazer no dia 12.

Nossa 8ª entrevistada é a menina mais pop da blogosfera/twitosfera. É antenada, sensível - defensora ferrenha da causa animal - fashion e, pelo que consta, está com vaga aberta para dono de seu coração. Seu blog, Borboletando.Org, é um dos mais completos portais de atualidades, moda e beleza, música e outros temas para o público jovem e feminino. Eu adoro o blog e adoro essa mocinha também! Com vocês, a Vicky Siqueira.

Com tantas datas comemorativas no calendário, você acha que o Dia dos Namorados é apenas mais uma ou seria esse um dia realmente especial?
Eu parto do principio de que não precisa de uma data comemorativa para fazer daquilo um dia especial para as pessoas que são especiais para gente. Então dia dos pais, dia das mães, dia dos namorados... acho que não precisa de um dia especial no ano para você mostrar o quanto você ama alguém. Para mim é no fundo uma data como outra qualquer. (Doutor, isso é grave? Sou insensível? HAHAHA)


Qual foi seu melhor Dia dos Namorados EVER?Nunca comemorei UM dia dos namorados. Meus namoros nunca passaram de 6 meses, e sempre aconteciam depois da data #puff. Daqui uns 2 anos quem sabe eu te respondo HAHAHA (alô Santo Antônio!)


Se você pudesse escolher um presente no Dia dos Namorados, o que você escolheria? 
Poderia citar uma viagem inesquecível, alguma das milhares coisas da minha wishlist mas nada paga o carinho e o amor. E não é hipocrisia.

Qual presente você daria para quem você ama nesse dia? 
Gosto de fazer surpresas, de investigar o que a pessoa gosta e deseja, surpreender.

Onde você gostaria de passar esse dia com a sua pessoa e o que vocês fariam?
Já que pode escolher, aceito uma viagem super romântica para Paris com direito a Picnic e champagnhes franceses hohoho!
Dedique ao seu amor...

Uma música: Somebody, Depeche Mode



Um filme: Closer



Uma comida: Fondue de Morango com Chocolate =D


Qual é a melhor forma de dizer "eu te amo"?
Quando o "eu te amo" é de verdade, não da boca pra fora. A frase tá tão banalizada que quando alguém fala do fundo do coração, já tá valendo.


Qual é o jeito que ele/ela te diz "eu te amo"?
Quando é do coração, não importa a maneira =D

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Especial Dia dos Namorados - Parte VII

Hoje tivemos apaixonados em dobro... Mais uma vez, uma apaixonada. Pela vida, pelo trabalho, pelo namorado, que virou noivo e que muito em breve será o marido. Não sei porque, a Melina me parece uma personagem de Meg Ryan misturada com Julia Roberts que terá seu happy BEGINNING (afinal, o casamento não é o fim, mas o começo, não acham?). Talvez pela descrição de si mesma que ela fez em seu site Carinhas Personalizadas - uma fábrica virtual de transformar sonhos em realidade desenhada! - ela me passe essa impressão... Chocólatra, romântica, designer, ilustradora e mamãe de várias Carinhas Personalizadas que já fizeram (e fazem) felizes os casais de namorados, noivos, aniversariantes e até recém-nascidos, com vocês, a noiva do Raphael.

Com tantas datas comemorativas no calendário, você acha que o Dia dos Namorados é apenas mais uma ou seria esse um dia realmente especial?
Acho que o Dia dos Namorados é sempre uma oportunidade e uma desculpa para ficar juntinho!

Qual foi seu melhor Dia dos Namorados EVER?
Bom, esse será o quinto Dia dos Namorados com o Rapha e nosso primeiro noivos (o casamento acontece em setembro) então acho que esse será o melhor ever!

Se você pudesse escolher um presente no Dia dos Namorados, o que você escolheria?
Hummm, eu escolheria o meu presente favorito: chocolate!

Qual presente você daria para quem você ama nesse dia?
Olha, trabalhamos tanto para presentear vários casais com Carinhas que o meu presente será da nossa linha Namorados! Aqui a casa é de ferreiro e o espeto é de ferro mesmo! :)

Onde você gostaria de passar esse dia com a sua pessoa e o que vocês fariam?
Vamos passar em casa, de frente para lareira curtindo!

Dedique ao seu amor...

Uma música: Better Together do Jack Johnson.







Um filme: Moulin Rouge, os dois curtem as músicas e adoram o filme.






Uma comida: Panquecas... fácil e descomplicado!
(Nota: Para ilustrar o prato da Melina, lembramos do post das meninas do Superzíper para o Dia dos Namorados! #puroamor!)




Qual é a melhor forma de dizer "eu te amo"?
Ah, tem tantas formas... cada um vai descobrindo a melhor e a mais bacana com a convivência, né?


Qual é o jeito que ele/ela te diz "eu te amo"?
Que pergunta difícil! Acho que o jeito de "dizer" é esse que eu falei... de vários jeitinhos, no dia-a-dia! :)

Especial Dia dos Namorados - Parte VI

Ontem comi mosca congelada (fez 10º ontem à noite! brrrrrrrrr) e esqueci de publicar nossa 6ª entrevistada. Sim, mas uma garota. Redir-me-ei publicando agora e a de hoje só à noite, ok?

Solteira, porém apaixonada, tem um amor correspondido, porém mal resolvido. Cupida que sou, fico daqui torcendo pra que ele abra os olhos e veja quanto amor ela tem por ele e como eles serão felizes apenas se estiverem juntos. Ela é dona do domínio Defenestrando.Net e mantém um blog sensacional de dicas de moda, cultura e otras cositas mas: Thais.Defenestrando. Com apenas 21 aninhos, Thais já é uma garota bem independente: trabalha numa multinacional bem importante como Analista de Sistemas. ACORDA, MENINO! Essa gata não pode ficar por aí dando sopa! E só faltam 5 dias para o Dia dos Namorados, hein?

Com tantas datas comemorativas no calendário, você acha que o Dia dos Namorados é apenas mais uma ou seria esse um dia realmente especial?
Sempre tratei o dia dos namorados como uma data especial (pelo menos quando eu estava namorando). Sempre fiz questão de dar presentes e tentar fazer alguma coisa diferente, mesmo que seja pra sair juntinho pra um jantarzinho legal. Acho que é importante tratar essa data como especial, pois ajuda a concretizar os laços de afeto. Esse ano como estou solteira, vai ser um pouco dificil passar por essa data sem ficar triste ou mal humorada, pois queria muito estar com uma pessoa (porém infelizmente isso não será possível).


Qual foi seu melhor Dia dos Namorados EVER?
Bem, essa é uma pergunta difícil. Gosto de comemorar o dia dos namorados, com um presentinho bonitinho e romântico e uma saída a dois. Ano passado fui no Pinguim, um restaurante/choperia delicioso daqui e com um clima super agradável pra ter a nossa noite. Mas a surpresa foi já antes de sair: meu namorado na época me deu uma cesta de chocolates GIGANTESCA (que eu fiquei comendo por uns 3 meses), e me deu uma flor maravilhosa, já que eu nunca tinha ganhado flores antes (pois é, já não se fazem mais cavaleiros como antigamente). Eu confesso que fiquei mais feliz pelas flores e pelo sentimento que ela representava do que pela montanha de chocolate que eu ganhei (calma, calma... claro que eu não iria recusar todos aqueles quitutes). 




 
 














Se você pudesse escolher um presente no Dia dos Namorados, o que você escolheria?
Acho que ia escolher uma máquina do tempo, pra reviver alguns momentos que eu tenho muitas saudades. Iria usar essa máquina pra consertar alguns erros do passado também e me dar o presente de ter uma pessoa de volta na minha vida.

Qual presente você daria para quem você ama nesse dia?
Primeiramente daria um abraço bem apertado e um pedido de desculpas por tudo que já fiz essa pessoa sofrer. Depois daria um presente do agrado dele (aliás, vários.. tenho um serio problema pra comprar presentes, pois fico indecisa e compro todos os que eu acho que irão agradá-lo), além de muito carinho, cafuné e amor!

Onde você gostaria de passar esse dia com a sua pessoa e o que vocês fariam?
Essa pergunta é muito difícil. Acho que iria querer passar esse dia num lugar calmo e agradavel, onde pudéssemos curtir a companhia um do outro. Claro que com uma boa dose de romantismo, uma comidinha gostosa e um clima agradável para ficarmos juntinhos...

Dedique ao seu amor... 

Uma música: In my life (The Beatles) 










Um filme: P.S: Eu te amo









Uma comida: Nhoque (prato principal) e Petit Gateau (sobremesa)


Qual é a melhor forma de dizer "eu te amo"?
Olhar nos olhos da pessoa e não precisar de dizer nada. Só pela intensidade, ela já saberá que eu amo ela ^^ 


Qual é o jeito que ele/ela te diz "eu te amo"?
Pelo jeito que ele me trata, por todas as ações que ele faz por mim no dia a dia e principalmente pelo olhar. As vezes o jeito que a pessoa te observa vale mais do que 1 milhão de palavras, fotos ou outro tipo de demonstração.

sábado, 5 de junho de 2010

Especial Dia dos Namorados - Parte V

Sábado que vem muitos estarão maldizendo esse dia como eu já fiz no passado. Não pensem vocês que, apesar de todos esses anos de eterno namoro, eu nunca curti fossa no dia 12/06. Claro que curti! E já tive dia das solteiras super divertido na casa de uma amiga que infelizmente sumiu - aliás, todas daquela época! Devem estar todas casadas, cheias de filhos e contas pra pagar. 

Ok! Já tivemos um menino namorando, uma solteira, uma casada, um solteiro... Que tal dessa vez uma menina NUBENTE?

Ela é uma amiga de longa data. Dos tempos da Web 1.0. Nos conhecemos blogando. Seu antigo blog - Je suis Très Chic - nos aproximou porque na época ela estudava francês e eu também. Trocávamos comentários, enchiamos nossos blogs de tranqueiras HTML e fazíamos dele praticamente um diário de nossas aventuras (e desventuras). Lembro-me bem de um post muito antigo quando ela rompeu o namoro com aquele que é agora seu NOIVO! Se bem me recordo, ela disse na ocasião da sensação de se sentir perdida e vazia depois. Não demorou muito eles fizeram as pazes e agora estão mais firmes do que nunca.

Bem sucedida blogueira e publicitária, é dona do Blog Elfinha - de moda, beleza e cultura contemporânea. Viciada em séries, (sua predileta é Friends) e em internet - foi ela quem me trouxe para o Orkut, depois para a blogagem na Web 2.0 e para o Twitter também - eis a Dafne, noiva do Rafa

N.C.O.V - Com tantas datas comemorativas no calendário, você acha que o Dia dos Namorados é apenas mais uma ou seria esse um dia realmente especial?
Dafne: Acho que todas as Datas Comemorativas existem mais para alavancar o consumo, e o Dia dos Namorados não deixa de ser mais uma, mas é mais uma com um diferencial, é uma data muito mais romântica. Ela serve no mínimo para juntar mais um pouquinhos os casais, renovar os votos e as promessas de amor eterno, esquecer um pouco o resto do mundo e ter uma noite a dois mais privativa e diferente do resto das outras noites do ano.  

N.C.O.V - Qual foi seu melhor Dia dos Namorados EVER? 
Dafne: Esse ano eu comemoro meu 8° Dia dos Namorados, não lembro de ter tido uma comemoração superdiferente, mas com certeza todas foram ótimas.  

N.C.O.V - Se você pudesse escolher um presente no Dia dos Namorados, o que você escolheria?
Dafne: Com certeza uma viagem a dois, para um lugar mais friozinho como Gramado ou Campos do Jordão. 

N.C.O.V - Qual presente você daria para quem você ama nesse dia? 
Dafne: Algo diferente. Um dia só os dois, fazendo passeios fora do comum, com almocinho romantico e uma noite de Fondue num lugar aberto com uma linda vista da cidade. 

N.C.O.V - Onde você gostaria de passar esse dia com a sua pessoa e o que vocês fariam?
Dafne: Como descrevi acima! =)

Dedique ao seu amor...  

Uma música: Have You Have realy loved a woman - Brian Adams

Um filme: 
Meu primeiro Amor






Uma comida:
Fondue

N.C.O.V - Qual é a melhor forma de dizer "eu te amo"?
Dafne: Sendo sincero e demonstrando com pequenas atitudes todos os dias.

N.C.O.V - Qual é o jeito que ele/ela te diz "eu te amo"?
Dafne: Me aceitando do jeito que sou, me desejando, verbalizando...

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Especial Dia dos Namorados - Parte IV

Faltam 8 dias para o grande dia e não estou sentindo ninguém tão empolgado assim. Acho que esse é um dia que a maioria das pessoas detestam ou realmente não dão a menor importância. Eu, particularmente, só ficou empolgada desse jeito com o Natal. 

Bem, para equilibrar as coisas, o participante de hoje é um garoto e... solteiro! Ele é gaúcho, publicitário,"solteirão convicto" (foi ele que disse!) - embora romântico - e tem uma queda por garotas de cabelos pretos e cacheados... E ele tem um blog sobre criação de conteúdo - O Editor Vilão (www.editorvilao.com.br). Só pra constar, o Lucas - esse é o nome dele! - trabalha realizando sonhos de gente apaixonada : um portal de fotografia de casamentos. Esse é pra casar, meninas...


N.C.O.V - Com tantas datas comemorativas no calendário, você acha que o Dia dos Namorados é apenas mais uma ou seria esse um dia realmente especial?
Lucas: Não é uma data que eu ache muito importante, não. Acredito que outras datas, que marquem momentos da história do casal, são bem mais importantes. O dia em que deram o primeiro beijo, ou que o relacionamento "subiu um degrau", por exemplo.

N.C.O.V - Qual foi seu melhor Dia dos Namorados EVER?
Lucas: O primeiro dia dos namorados em que eu tive uma namorada. Eu preparei uma janta. Enchi a casa de velas e balões (péssima mistura... não façam isso), comprei os três CDs que ela mais queria, aprendi a fazer ravioli (da massa, até o recheio) e os molhos que ela tanto gostava. Fui na rodoviária, busquei ela (pois ela morava em outra cidade). Ao chegarmos em casa, coloquei o CD do Joe Satriani (um dos três presentes) e fiz ela entrar de olhos fechados. Quando ela abriu, olhou maravilhada ao redor. Então me olho nos olhos e perguntou:"Lucas, o que tu andou aprontando?"Foi bem engraçado (não na hora, que eu fiquei furioso... Mas agora é!)
N.C.O.V - Se você pudesse escolher um presente no Dia dos Namorados, o que você escolheria?
Lucas: O perfume Ferrari Light Essence.
N.C.O.V - Qual presente você daria para quem você ama nesse dia?
Lucas: Uma mala nova. Ela vive viajando.
N.C.O.V - Onde você gostaria de passar esse dia com a sua pessoa e o que vocês fariam?
Lucas: Em Gramado, pois foi onde nos conhecemos. Com certeza seria algum programa de índio, alguma coisa diferente... Ela é a mulher mais companheira que existe.

N.C.O.V - Dedique ao seu amor...

Uma música:
 Those Sweet Words - Norah Jones





Um filme: Antes do Pôr-do-Sol. Ela tem as mesmas neuras da Celine. :P





Uma comida: Sushi, que eu detesto, mas aprendi a fazer pra ela. Seguido de Petit Gateau, que adoro, e aprendi a fazer pelo mesmo motivo.

N.C.O.V - Qual é a melhor forma de dizer "eu te amo"?
Lucas: Estando, sempre, ao lado da pessoa - apoiando ela, mesmo quando ela toma as decisões erradas.  
N.C.O.V - Qual é o jeito que ele/ela te diz "eu te amo"?
Lucas: Ela não diz. Hehehe. Ela não me ama. Ainda.