quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Prece de Gratidão

Existe algo inexplicável que os homens chamam de Deus. Por convenção, eu usarei esse nome para expressar coisas que eu preciso dizer.

Deus, obrigada. Obrigada por ter criado todos os mundos. Obrigada por ter pintado o céu e a terra de tantas cores tão lindas que meus olhos mal podem distinguir entre tantas nuances perfeitas.

Obrigada pela chuva que molha as plantas, que mata a sede. E que destrói os morros, desbarranca casas e deixa pessoas desabrigadas - quando não morrem em função disso.

Obrigada pelo sol e pelo ar que mantêm tudo que existe. Obrigada mesmo quando eles causam a morte e a intoxicação.

Obrigada pelo sangue que corre em minhas veias que me permite estar aqui dizendo essas coisas que serão (ou não) lidas por quem acredita (ou não) que Você existe. Obrigada ainda assim quando ele é derramado em "Seu Nome" por ódio, vingança, violência...

Obrigada Deus, por ter arquitetado tão bem a manutenção do corpo... Obrigada pela fome, pela sede, pela angústia, pela solidão, pelo sofrimento meu e de todo ser vivente.

Obrigada pela capacidade de discernimento que me habilita a criar e desenvolver algo que seja útil para todas as pessoas. Igualmente pelo mau que existe: pela dor, pela ferida, pela falta de cura - das doenças do corpo e da alma. Obrigada por permitir que eu veja mesmo aquilo que não quero ver.

Obrigada pela salvação assim como pela danação eterna - se é que isso mesmo existe. Obrigada, meu Senhor, pelo milagre da vida assim como pelo milagre que é a morte - quando nos ensina a importância das coisas e das pessoas.

Obrigada por todos meus amigos e igualmente por aqueles que pensam ser meus inimigos - eles me fazem mais forte, mais compassiva e paciente. Obrigada meu Deus pela presença assim como pela falta - de amor, de carinho, de atenção, de cuidado. Obrigada por tudo que eu aprendi e pelo que ainda não entendo.

Obrigada, oh Meu Doce Senhor, por te ver no feio, no horrível, no triste, no ignorante, no imperfeito assim como te vejo no belo, no maravilhoso, no fantástico e no perfeito porque se eu não for capaz de Te ver em todas as coisas, não sou digna de dizer que existo.



4 comentários:

Cláudio disse...

Vi algo de sri Aurobindo no final rs.Poucas pessoas agradecem o lado "horrível" da vida, só agradecem aquilo que faz o ego feliz.
Acho que nem todos que leem seu post vai gostar ou entender.
O que escreveu não é pra achar lindo, mas pra refletirmos.
De quebra, temos o Harrison.

Just "Pam" disse...

Adri, que reflexão tão bela e realística. E que edificante foi o último parágrafo! alegro-me em saber que há pessoas que não só creem no Senhor, mas são vívidas e humildes para expressar sua gratidão frente a todos os tipos de provas. Ele certamente sorriu. E eu também. :)

bia disse...

Você me conhece bem mesmo, Dri!!!!!! Que coisa mais linda essa reflexão!!!! Somente você seria mesmo capaz de agradecer por tudo na vida. Que DEUS te ilumine sempre e que te faça ver a necessidade de continuar escrevendo.Beijo no coração.

Lia disse...

Na vida há ciclos.
Início, meios, términos.
E recomeços.

E se as coisas acontecem, bem, é porque estamos vivos e precisamos aprender algo com elas. Sejam boas ou ruins, tudo depende do ponto de vista. ;-)

Beijos, querida, espero que 2011 seja melhor pra todos nós...