quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Generosidade cabe numa tacinha de sorvete? - Alessa Gelato e Caffè


Andrea preparando-me um Bacio (Espumante com sorbet de framboesa)

Generosidade. Gostaria de saber a origem etimológica dessa palavra. Não encontrei nada. Nasceu substantivo abstrato - nos dias atuais, mais do que nunca. Raridade. E quando a encontramos nas pessoas, nos lugares, sempre ficamos fascinados.

Tudo começou assim: uma sorveteria com um nome bacana, num bairro bacana, na bacana cidade de Belo Horizonte, encantou a Cláudia do Superzíper pelo do Vale Chuva - um mimo do Alessa Gelato para os clientes no dia de chuva. Ganhar um sorvete quando a chuva cai não é algo tão generoso? Pensa bem: você aborrecido com a chuva atrapalhando seus programas e, enquanto espera que ela passe, um sorvete (na verdade dois - um que você compra e outro que você ganha) faz com que você esqueça todos seus problemas? Foi assim que eu conheci o nome Alessa. Não foi na revista Veja, não foi na revista Encontro - foi num blog de gente como a gente. Gente generosa que compartilha conhecimentos, vivências e experiências.

238 dias depois, fui à Alessa pela primeira vez. Imediatamente reconheci a pessoa que viu o meu comentário sobre o post da Cláudia: Andrea Manetta (sócia proprietária) que gentilmente me convidou para conhecer a gelateria. Fui surpreendida com uma recepção generosa: convidou-me para uma degustação especial em que apresentaria não apenas os sabores Alessa mas toda um cultura do sorvete.

Não conheço quem diga "Não gosto de sorvete" - fato. Já parou para pensar que saborear um sorvete pode ser algo tão sofisticado e prazeroso quanto provar um bom vinho? Servido a exatos* -10º c (inclusive a climatação interna da loja foi pensada e projetada em função disso), com matéria prima de altíssima qualidade e produção "craft" (o artesanal elevado ao máximo), o sorvete Alessa é único. Esqueci tudo que eu achava que sabia sobre sorvete depois de ouvir a Andrea falando apaixonadamente sobre. Assim como um enólogo degusta um vinho - com atenção às nuances, texturas, aromas - alguém que tenha dado a devida atenção à aula dada pela Andrea consegue perceber o aroma dos sorbets e as diferentes nuances dos diferentes sabores.

O espaço que leva o nome Alessa, assim como sorvete, é uma obra de arte. Andrea, além de empresária, é arquiteta - por formação e de nascença. A iluminação, a organização do espaço, as cores: convites à uma reunião agradável com os amigos, a um encontro idílico com o namorado ou o simples deleite solitário de um prosaico prazer que é tomar um sorvete - foi o que eu vi na tarde de hoje, quando passei por lá pela segunda vez.

Eu recomendo Alessa Gelateria não pelo prêmio de Melhor Sorveteria de Belo Horizonte pela revista Veja nem porque ela se encontra no coração de um dos bairros mais nobres e tradicionais da nossa Cidade Jardim. Recomendo porque eu me senti acolhida pela generosidade da Andrea em tudo - nas cores, no ambiente, nos sabores... Lá não é uma sorveteria qualquer porque é chic e o produto que Alessa Gelato oferece é o da mais alta gastronomia. Nada disso. Eu gostaria que todos pudesem conhecer aquele lugar porque lá tudo é arte que inspira a todos que se sentem acolhidos tanto quanto eu me senti. E tudo isso não cabe numa tacinha de sorvete!

Experimente: Sorbet e o Frutíssimo (Smooth) de Laranja com Pêssego (o primeiro sabor que experimentei), Chocolate Andrea, todos os sabores Alessa (os que têm esse nome levam o especialíssimo doce de leite de fabricação própria, feito com uma combinação perfeita entre a técnica argentina e a brasileira) e O MEU FAVORITO: Romeu & Julieta (Goiabada com queijo MINAS).






*NOTA EXPLICATIVA: A temperatura do sorvete Alessa não é "exatos" -10º c. Ela varia de -10º a -12º e depende do sabor: frutas (sorbets) a -10º c, cremes a -11ºc e chocolates a -12ºc, o que também costuma variar de acordo com a estação do ano. (Andrea Manetta)

14 comentários:

Paty disse...

Que lugar mais lindo, os sorvetes devem ser maravilhosos hein?
Bjo no ♥

thecookieshop disse...

Uia! Deu até vontade de viajar pra Belo Horizonte pra provar essas maravilhas e conhecer esse ambiente tão especial. Pena que sorvete não chega pelo correio, né?
bj
Paula

Adri disse...

Paty, qdo vier a BH, me avisa! Eu faço questão de te levar lá...

Paula, capaz de a Andrea inventar um tipo de entrega expressa - ou abrir uma loja em SP! hahahahaha

Carola Rodrigues: disse...

Nham, nham, nham!

Daniel Figueiredo disse...

E eu fiquei curioso sobre este doce de leite :)

Adri disse...

Eu sei, Dan... Vou dar um jeito de te mandar um potinho quando você voltar da praia! xD

Andrea disse...

Sempre será generoso o resultado do que fazemos com paixão - vide Adriana Oliveira! E nossa Alessa é também resultado de olhinhos brilhantes que nos enxergam como somos. Obrigada Adri, Alessa hoje é muito mais com vc por perto.
E Paula, vale um teste - que tal? Gelo seco tá aí prá isto!

Renato Higa disse...

Quem dera eu tivesse a sorte de conhecer um(a) dono(a) de gelateria, aqui em São Paulo! Hahahah
Mas pode ter certeza de que, quando eu voltar a Belo Horizonte, vou procurar pela Alessa Gelato! Enquanto isso, aguardo pela sorte de a Andrea decidir abrir uma filial por aqui!

Zac disse...

Realmente deu vontade de ir também. O ambiente é maravilhoso. Nota: A gente vai tomar sorvete lá um dia,e logo ;D

Adri disse...

Reh, não se atreva a vir aqui e procurar pela Alessa sozinho! Faço questão absoluta de ir junto!

thais.sabara disse...

ai, eu adoro esse lugar, pena que não dá pra ir todo dia. bem, eu tbem sou suspeita pq eu gosto DEMAIS de sorvete! acho que é a minha sobremesa predileta. coome depois o sorvete de lá de chocolate com amendoas, é um pedacinho do céu!!

beijocas!

http://thais.defenestrando.net

Luciana Betenson disse...

Dri, que delícia de lugar! E que ideia legal esta do "vale chuva"... ;-) Você sabe que você escreve muito bem?? Verdade mesmo... sou fã do seu estilo. Um beijo querida, e Boas Festas para você!

Dafne disse...

Hummm...
Delicia!
Tomei um espumante com sorbet de framboesa na festa da Cama de Gato que fui... Bom, né?

Pri disse...

Nossa... Eu nunca fui, mas... Só de ler o q vc disse, me deu vontade de ir!!! =D

bjuuuu