quinta-feira, 26 de março de 2009

... e na falta do que dizer

eu digo - é só começo.
mais um
e depois outro.

e se sucedem
miséria e felicidade
e eu...
que tenho tanto a dizer,
quero apenas

a neutralidade.

2 comentários:

Cláudio disse...

Seja neutra e poderá melhor dizer e ser você.
Não se envolva tanta com suas emoções, elas não são você, nem com "às coisas do mundo". Há um "lugar" dentro de nós, que apenas assisti a tudo. Mas não é indiferente, apenas percebe e "senti" de uma maneira desconhecida por nós.

Professor Nagai disse...

opa. poética. A poesia que sai do blog é sempre um não-neutro. Não há neutralidade. somente há zona de perigo.