sábado, 31 de janeiro de 2009

Sim senhor (2008)


Sempre gostei do Jim Carrey. Há tempos sei que posso ir ver um filme com ele no elenco e sempre sair satisfeita do cinema. Dessa vez não foi diferente.

Fomos ao cinema para ver o filme do Tom Cruise. Mas não estava em cartaz. Vi o do Jim e disse: vamos ver esse então? Ele disse sim sem saber sequer o nome do filme. Ele não gosta de comédia romântica. Se soubesse que era, nem teria interesse. Mas ele disse sim. E nos divertimos muito no cinema como há muito tempo não nos divertíamos!

Sim senhor toca questões sociais muito relevantes: ter amigos, estar com alguém e progredir na vida. A filosofia do sim para tudo é meio The Secret. E de fato, acredito que uma atitude positiva em diversas situações pode mesmo promover mudanças consideráveis na vida de um indivíduo. Mas o problema é a gente buscar essas coisas sem ao menos se perguntar se realmente elas nos fazem felizes. Um dos momentos mais legais do filme é quando Carl (Jim Carrey) tenta salvar um suicida. Ele canta uma música do Third Eye Blind chamada Jumper. É a melhor parte do filme!





Revendo esse trecho, meu namorado e eu achamos uma nova graça na cena. Uma engenhosa e curiosa homenagem aos Beatles!! Vejam:

a) Ele toca de cima de um prédio: os Beatles fizeram uma apresentação no terraço do prédio da Apple em Londres cantando Get Back. Get back significa VOLTE! Carl também causa frisson na rua com sua apresentação, assim como os Beatles! =D
b) Carl faz o chifrinho do "heavy metal": O primeiro homem a fazer esse sinal foi o John Lennon na capa do disco Yellow Submarine.
c) Carl diz "I've got blisters on my fingers" com carregado sotaque inglês: O primeiro som heavy metal da Terra foi feito pelos Beatles e se chama Healter Skelter. No final da música, Ringo berra a frase famigerada que acabou ficando na versão original.

Assim, o trecho ganhou uma graça toda especial para nós que somos beatlemaníacos!

O filme me fez pensar. Não na importância de estar em companhia dos amigos, de ter alguém que me ame do meu lado e uma promoção no trabalho, mas em como a gente precisa, para fazer escolhas certas, além de ter uma atitude positiva (que não se resume a simplesmente dizer sim para tudo), ser muito honesto consigo mesmo.

P.S: só pra constar: o filme é baseado no livro de um autor inglês chamado Danny Wallace. Fiquei muito curiosa, mas não sei se tem traduzido para o português.



3 comentários:

Karol disse...

Oiii....huum, fiquei com vontade de ver este filme..deve ser bom..
ótimo final de semana.....bjooo

Cláudio disse...

Em entrevista Jim Carrey disse que adora livros de auto-ajuda,que foi um dos motivos dele ter aceitado o papel.
É um filme pra se divertir e tb perceber como somos manipulados entre goles de coca-cola e mãos cheias de pipoca, as mensagens subliminares à exaustão.
Neste video que vc colocou (um dos grandes momentos do filme) no final tem uma referência aos Beatles,quando Jim termina de tocar a música e diz "I've got blisters on my fingers", com sotaque inglês, é a mesma frase que Ringo eternizou no final de Helter Shelter, que é considerada para muitos, a primeira música de Heavy Metal da história. Justica-se os dedos de Carl com o gesto típico dos "metaleiros.

Adri disse...

eu editei o post por causa das suas observações! adorei!!!