sábado, 9 de abril de 2011

Projeto Diário de Classe

"De cada lado da sala de aula, pelas janelas altas, o azul convida os meninos, as nuvens desenrolam-se, lentas, como quem vai inventando preguiçosamente uma história sem fim...
Sem fim é a aula: e nada acontece, nada...
Bocejos e moscas.
Se ao menos, pensa Lili, se ao menos um avião entrasse por uma janela e saísse pela outra!"
Mario Quintana

Quase um mês se passou desde minha última postagem. Meu dia já se passou e nem tive como registrar o momento que se repete diferentemente a cada ano. Motivo? Trabalho. Muito e árduo trabalho. Cansada? Muito! Abatida? Um pouco. Mas como todo bom guerreiro, feroz e pronta para enfrentar qualquer desafio. Estou à voltas com vários problemas "pedagógicos" no meu novo local de trabalho. Novo em todos os sentidos. Outro dia me peguei pensando como foi que eu pude deixar TUDO para trás para enfrentar ISSO? Só amando muito mesmo ensinar. E eu amo, gente. Não duvidem nunca de um professor apaixonado. Como todo apaixonado que se preze, sempre estou sofrendo pelo objeto do meu amor: meus alunos que resistem de todas as formas às minhas aulas. Tédio, bagunça, indisciplina... Tudo de ruim que pode acontecer numa sala de aula tem acontecido em algumas de minhas turmas. Tenho me esforçado tanto para encontrar estratégias didáticas para reverter a situação, mas o placar está de mil a zero contra mim. E nesse jogo, gente, ninguém tem saído ganhando. 

Por demais pensar em tudo isso e no projeto que deixei em stand-by, pensei em criar um perfil no Twitter associado a um blog que eu chamaria de "Diário de Classe". Estou sentindo a necessidade de registrar algumas coisas da minha prática que acho que podem ser úteis a quem aprecia e se preocupa com Educação como um processo transformador do ser humano sem que esse seja um registro subjetivo. A ideia é tornar minhas experiências públicas de maneira mais universalizada porque acredito que minhas angústias como professora são as mesmas de muitos outros espalhados pelo mundo a fora... Como - infelizmente - o username Diário de Classe já foi utilizado, porém consegui registrar como @Diario_Escolar. Ainda não sei se vou ter como levar adiante esse projeto e se ele dará certo. Espero que meus visitantes daqui possam apoiá-lo e apontar seus comentários, críticas e sugestões sobre esse tema tão urgente.

2 comentários:

Cláudio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudio disse...

Os problemas que você tem enfrentado é fruto de séculos de uma didática baseada em professores x alunos, onde os professores não são amigos mas desafiadores, autoritários, prontos para terem o prazer de dar algum tipo de castigo aos alunos.
Não é a educação que tem que mudar, e sim o ser humano com sua mania de se sentir superior aos outros. Todos falam de um mundo de iguais, mas na prática ninguém quer ser igual porque seria ir contra a natureza do ego. Este vive de destaque. Educar além de ser um processo de ajudar ao outro a descobrir suas potencialidades latentes é também um processo de troca. Mas não, o professor ainda é aquele vaidoso que acha que tudo sabe e confunde com seu ser com o currículo.